São Lourenço MG Pontos Turísticos – São Lourenço Trem das Águas

O Trem das Águas é um trem turístico cultural, cujo trajeto sai da cidade de São Lourenço até Soledade de Minas, a 10 km do ponto de partida. O trem é conduzido por uma autêntica locomotiva a vapor, oriunda da Estrada de Ferro Leopoldina. Este trem é operado pela ABPF, Regional Sul de Minas.

O trem normalmente funciona nos finais de semanas e feriados (confirmar na estação os horários). Aos sábados o trem parte as 10:00hs e 14:30hs, aos domingos as 10:00hs, podendo também serem agendadas viagens extras conforme a demanda.

A viagem tem início em São Lourenço, km 8 da extinta The Minas and Rio Railway Company e segue em direção a Soledade de Minas, km 8. A viagem dura em torno de 40 minutos e os passageiros contam com guias e violeiros que ajudam a animar ainda mais o passeio.

Após a chegada em Soledade, o trem para por 40 minutos para que os passageiros possam conhecer a feira de artesanato e guloseimas, é feita então a manobra da locomotiva, após a parada é iniciada a viagem de retorno a São Lourenço MG.

Trem das Águas em São Lourenço MG
Tel.: (35) 3332-3011
Email: abpfsl@starweb.com.br

Horários de partida

Sábados: as 10h e 14:30h
Domingos: 10h, Feriados: horários a confirmar

Endereço

Praça Ismael de Souza, 9 – Bairro Estação
São Lourenço – MG
37470-000

The Minas and Rio Railway Company
Estrada de Ferro Minas e Rio

História

A Estrada de Ferro Minas e Rio se originou de uma concessão feita em 1875, pelo Governo Imperial a José Vieira Couto de Magalhães e ao Visconde de Mauá, com a denominação de Estrada de Ferro Rio Verde. Em agosto do mesmo ano, os engenheiros Raimundo Teixeira Belfort Roxo e José Wirth foram encarregados, por aquele Governo, da verificação, no terreno, dos respectivos estudos.

Em maio de 1876 foi aceite o projeto de entroncamento na 4ª Seção da Estrada de Ferro D. Pedro II, sendo designada a povoação de Três Corações do Rio Verde para término da linha.

Em Londres, a 24 de Abril de 1880 organizou-se uma companhia com o nome The Minas and Rio Railway, com o fim de construir a estrada. Para que essa Companhia pudesse funcionar no Império, o Governo Imperial deu a respectiva autorização, pelo Decreto n. 7.734, de 21 de Junho de 1880.

Em 21 de Abril de 1881, tiveram começo os trabalhos de construção, tendo sido em 3 de Maio, aprovada uma modificação no traçado da linha nos seis primeiros quilometros (distância que hoje corresponde ao trecho de Cruzeiro a Rufino de Almeida).

Chegando a 1884 os esforços foram concentrados na perfuração do túnel na Serra da Mantiqueira. Marc Ferrez, fotógrafo da família imperial, documentou a construção da Minas and Rio Railway, registrando a visita às obras de abertura do túnel da Mantiqueira, efetuada em junho de 1882. Em março de 1883, quando as linhas não estavam concluídas, foi inaugurado o túnel com a presença do Imperador D. Pedro II.

A construção da estrada findou em 1884. No dia 14 de junho desse ano foi ela aberta ao tráfego desde Cruzeiro até Três Corações do Rio Verde, com extensão de 170 km.

Em 1902, a inglesa The Minas and Rio Railway devolve a concessão ao Governo Federal que é repassada a administração de um grupo nacional em seguida.

Em 1908, a Estrada de Ferro Minas e Rio incorpora a Estrada de Ferro Muzambinho e em 1910 é incorporada pela Viação Férrea Sapucaí, formando Companhia de Estradas de Ferro Federais Brasileiras Rêde Sul Mineira.

Remanescentes

Dos 170 km ferrovia apenas 20 km continuarão em operação sob a guarda da Regional Sul de Minas da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, que mantém o km 24 ao 34, operando o Trem da Serra da Mantiqueira em Passa Quatro MG e os Kms 80 ao 90, operando o Trem das Águas que mantém viagens regulares de São Lourenço a Soledade de Minas. Atualmente o trecho de São Sebastião do Rio Verde a São Lourenço (km 60 ao 80) encontram-se em restauração pela ABPF – Regional Sul de Minas e pretende-se utilizar para operação do Trem das Águas a partir de 2012 ou 2013.

Além disso, o pátio ferroviário de Cruzeiro onde a linha fazia conexão com a Estrada de Ferro Central do Brasil ainda é operado no seu setor de bitola larga pela MRS e parcialmente no setor de bitola estreita onde a Regional Sul de Minas mantém suas oficinas de reparação pesada de locomotivas a vapor.

Os demais trechos da ferrovia se encontram em completo abandono pelo governo federal, com exceção do pátio da estação de Três Corações que é usado pela FCA.

Fonte:

Wikipédia, a enciclopédia livre


Ótima notícia

São Lourenço MG oferece Descontos para Turistas

Comentário

Registre sua mensagem